• Mantas para o processo de laminação

Mantas para o processo de laminação

As mantas de fibra de vidro são fabricadas em duas etapas. Na primeira, são fiadas bobinas com vários fios ou pontas. Esses fios são obtidos colocando pentes separadores logo abaixo do aplicador de sizing (tratamento superficial), dividindo, assim, os filamentos da fieira em feixes com 100 a 200 filamentos tipicamente. Essas bobinas apresentam um formato bicônico e são chamadas de tortas ou novelos. Numa segunda etapa de fabricação, um grande número dessas tortas é processado numa máquina composta pelas seguintes partes:

- Cântaras: onde as mechas das tortas são picadas e os fios picados são distribuídos sobe uma esteira;
- Aplicador de ligante: onde os ligantes são pulverizados na superfície superior da manta;
- Estufa: para na primeira fase, secar a manta e, na etapa posteior, amolecer e eventualmente curar o ligante;
- Rolos compactadores para promover o contato do ligante com as fibras;
- Enroladeira

As mantas de fibra de vidro são empregadas principalmente no processo de laminação manual (hand lay-up), no qual produzem lãminas isotrópicas. A gramatura, a largura do rolo e o ligante definem o produto técnicamente.

Os requerimentos técnicos das mantas de laminação são: boas características de alfaiataria, rápida impregnação e completa molhagem. As  mantas de laminação também são empregadas em processos de laminação contínua para produzir chapas opacas e coloridas.

- Manta de laminação 710-B

Arquivos para download
Manta de laminação 710-B

Diprofiber Comércio de Fibras de Vidro Ltda

Bruc Internet